Qual a quantidade adequada de folhas para preparar chá da Camellia Sinensis?

139

Muitas vezes, o chá é feito de forma inadequada. Com o chá verde, por exemplo, isso ocorre com frequência. 

Neste caso, a temperatura da água é essencial no preparo de um delicioso chá. 

Da mesma forma, conta o tempo de infusão do chá (e, em muitos casos, somente 2 minutos são suficientes). 

Do mesmo modo, para se fazer um delicioso chá premium derivado das folhas da Camellia Sinensis, para cada 200ml de água, somente uma colher medidora rasa de chá produzirá uma deliciosa bebida, na temperatura desejada. 

Mas, atenção: se for usada outra quantidade, o chá não ficará bom! Por isso que é importante saber preparar a bebida da melhor forma possível.

Pelo contrário: se não utilizarmos essa medida, o chá pode ficar amargo ou muito forte. 

É importante ressaltar o diferencial da Camellia Sinensis: com uma folha só desta erva, é possível preparar diversos tipos de chá: o preto, o verde, o branco,e o Oolong.

Ou seja: estes quatro tipos de chás são completamente diferentes no sabor e vêm da mesma folha.

Isso é: têm a mesma origem.

O chá verde, por exemplo, não é oxidado, por isso que ele fica com esta cor.

Depois de um meticuloso processo de secagem e rolagem, a oxidação é interrompida através do calor seco (método chinês) ou calor úmido (método japonês). 

O sabor da infusão é diferente e isso depende do método de processamento.

O chá preto e o chá branco

O chá preto, ao contrário do que ocorre com o chá verde, deixa-se oxidar e é por isso que ele fica nesta cor, depois que seca. Após a sua colheita, as folhas passam por um processo de rolagem e ficam em um ambiente com umidade controlada para que atinjam 100% de oxidação.

Com sabor mais delicado, o processamento do chá branco, também derivado das folhas da Camellia Sinensis, passa de 2 a 3 dias secando a sombra e depois vai ao forno.

Por causa do seu breve processamento, suas propriedades antioxidantes e antivirais estão bastante presentes. 

Finalmente o Oolong proporciona aos amantes do chá premium um sabor especial, pois o nível de oxidação pode ser próximo do chá verde (30%) ou do chá preto (70%). 

Essa deliciosa bebida tem um aroma floral. Sem dúvida, uma delícia de chá!

Benefícios da Camellia Sinensis

A planta medicinal cientificamente denominada Camellia Sinensis é rica em cafeína, e traz vários benefícios ao nosso corpo após ser consumida: ajuda a emagrecer, reduz o colesterol e previne o surgimento de doenças do coração.

Do mesmo modo, ela também é recomendada para desintoxicar o fígado.

Também fortalece o sistema imunológico; ajuda no emagrecimento; combate a inflamação crônica, ocasionada pelo acúmulo de gordura corporal; auxilia no controle da quantidade de açúcar circulante no sangue; enfrenta a osteoporose e ajuda a preservar o estado de alerta e atenção.

E tem mais: por causa da grande quantidade de antioxidantes, pode ainda prevenir o envelhecimento precoce, já que intensifica a produção de colágeno e elastina, mantendo a saúde da pele.

Além disso, seu consumo regular pode trazer benefícios a longo prazo, como, por exemplo, o aumento das conexões nervosas, fator que também pode ser relacionado com a prevenção do Alzheimer, só para citar um exemplo.

Do mesmo modo, também atuam na prevenção de doenças chamadas crônicas, não transmissíveis, como a hipertensão e o diabetes.


Preparação, temperatura e quantidade certa

De olho na temperatura da água, podemos afirmar que tanto os chás quanto as infusões exigem alto aquecimento para que os compostos bioativos sejam extraídos de maneira mais eficiente. 

Contudo, os especialistas recomendam: não podem ser utilizadas temperaturas extremas, porque os compostos se degradam. 

Caso essas orientações sejam seguidas devidamente, a extração dos benefícios das ervas é feita de maneira adequada, sem queimar os compostos, e, também, sem prejuízo de sabor. 

Aumentar o tempo de infusão não é interessante e só vai deixar a bebida amarga e muito menos prazerosa na hora de degustá-la. 

Por isso que é melhor fazer a bebida com o tempo de infusão e a temperatura ideais que irão trazer, além dos benefícios, um sabor bastante agradável para o chá. 

A quantidade certa de ervas conta muito pois existe proporção correta de erva e de água para que o preparo da bebida seja prazeroso e, ao mesmo tempo, forneça os compostos favoráveis à saúde. 

Fora isso, a combinação correta do tempo de infusão e da temperatura da água são fundamentais para se conseguir se extrair tudo de melhor que há na bebida.

Uma regra boa a se estabelecer é: para chás pretos e Oolongs, utiliza-se de 11 a 13 gramas da erva por litro de água recém-fervida. Tempo de infusão: 3 minutos

Sobre o tempo de infusão, explica-se: são nos primeiros minutos que podemos degustar dos sabores considerados mais sutis, como os frutados e os florais. 

Chás verde e branco exigem menor temperatura da água

Os chás verde e branco, que também são obtidos da Camellia Sinensis, são mais delicados, e requerem temperatura um pouco menor do que os outros chás para que o sabor seja o mais agradável possível. 

Por ser uma bebida muito delicada, a temperatura da água é um dos fatores mais importantes.

Portanto, aconselha-se sempre observar as recomendações do fabricante e segui-las conforme indicado. 

Sobre à cafeína, quanto mais tempo o chá fica na água, mais cafeína a planta irá liberar.

A respeito das infusões preparadas à base de ervas, flores e frutas secas, o tempo de infusão pode ser um pouco maior, entre 5 e 10 minutos. 

Lembrando que: essas ervas são ricas em outros compostos bioativos, que também favorecem a saúde, combatendo a inflamação e atuando na prevenção de doenças crônicas. 

O chá com ervas mistas 

Caso o chá seja feito com ervas mistas, que combinam chá preto e hortelã, por exemplo, a temperatura da água e o tempo de infusão sofrem variações, para que se consiga extrair o melhor de todos os seus ingredientes. 

Para obter maior prazer sensorial e ótimo aproveitamento dos benefícios desses chás e infusões, evite ao máximo ferver o chá para realizar a infusão. 

A fervura do ingrediente principal da bebida somente deve acontecer quando são utilizados raízes e especiarias, como gengibre, canela e cravo. 

Sobre a nossa saúde, cabe ressaltar que é necessário tomar muito cuidado com o armazenamento das ervas e especiarias utilizadas no preparo dessas bebidas, já que, eventualmente, esses ingredientes podem ser suscetíveis a fungos, que são invisíveis a olho nu. 

Se eles ficarem bastante tempo armazenados, existe maior risco de proliferação desses micro-organismos. 

Bom proveito!

Deixe uma resposta

Close
Talchá © Copyright 2020. Todos os direitos reservados
Close
%d blogueiros gostam disto: