Conheça os Chás premium

292

Muita gente desconhece, mas os chás premium, assim como ocorre com alguns cafés, vinhos, trufas, por exemplo, têm um modo de elaboração absolutamente especial.

Na verdade, os chás premium têm uma preparação e uma produção diferenciadas, que se distinguem totalmente dos chamados chás “comuns” ou tradicionais, conhecidos pela maioria das pessoas.

Você sabia? 

Um exemplo bem claro desta criação única é o chá Oolong Milky Dung Ti Premium, da Talchá.

De origem taiwanesa, esse chá tem um processo bastante elaborado, artesanal, que passa por uma esteira com vapor de leite. Na sequência, a folha do chá é enrolada na mão e fica com um sutil aroma de leite absolutamente incrível! 

Com excelente qualidade, o chá leva este nome para homenagear a montanha Dung Ding, de Taiwan, local onde se localizam as melhores plantações de Oolong.

Este, por sinal, é um tradicional chá chinês, situado entre o chá verde e o chá preto, a respeito de oxidação. Na cultura do chá chinês, os chás Oolong semi-oxidados são coletivamente conhecidos como “qingchá”.

E é exatamente isso que acontece com o Oolong Dung Ti Premium. O grau de oxidação das folhas deste chá é de cerca de 60%. Como resultado, há uma interessante bebida com características do chá verde e do chá preto.

Uma curiosidade a respeito do Oolong: sua variação de oxidação fica entre 15 e 70%. É justamente esta alteração que cria chás com diferentes sabores e aromas. Eles podem ficar parecidos com o chá verde, para oxidações mais baixas, como também podem se assemelhar com o chá preto, para oxidações mais altas.


Matcha Premium Talchá

De origem japonesa, com sabor suave, adocicado e de aparência aveludada, o Matcha Premium Talchá, segue totalmente as tradições de seu país de origem. 

Sua colheita é feita somente uma vez por ano. Ela vem da primeira colheita da primavera. Os arbustos são cobertos 30 dias antes da colheita e as plantas têm entre 10 a 30 anos de idade!

Elas são colhidas e moídas em um processo manual, em moinhos de pedra granito.

Para se ter uma ideia da complexidade e delicadeza do seu processo artesanal, são necessários cerca de 60 minutos para produzir 40 gramas deste chá.

Como resultado, este delicioso chá gourmet oferece um sabor suave, adocicado e de aparência aveludada. 

Matcha Premium Talchá

De origem japonesa, com sabor suave, adocicado e de aparência aveludada, o Matcha Premium Talchá, segue totalmente as tradições de seu país de origem. 

Sua colheita é feita somente uma vez por ano. Ela vem da primeira colheita da primavera. Os arbustos são cobertos 30 dias antes da colheita e as plantas têm entre 10 a 30 anos de idade!

Elas são colhidas e moídas em um processo manual, em moinhos de pedra granito.

Para se ter uma ideia da complexidade e delicadeza do seu processo artesanal, são necessários cerca de 60 minutos para produzir 40 gramas deste chá.

Como resultado, este delicioso chá gourmet oferece um sabor suave, adocicado e de aparência aveludada. 


Chá Branco Silver Needle Premium

Este chá gourmet premium tem características particulares. Além de ser branco, ele possui um sabor delicado, levemente adocicado.  Fora isso, é um dos chás brancos de maior prestígio na China já que é preparado sob regras rigorosas e rígidas que garantem a sua qualidade. 

Suas folhas são colhidas já nos primeiros dias da primavera. Como resultado? Um sabor bem mais sutil que a grande maioria dos chás.

A respeito do processamento do chá branco, uma curiosidade: as folhas passam de 2 a 3 dias secando a sombra.  Posteriormente, são levados ao forno à temperatura de 100 a 130°C, por 10 minutos.

  Por causa do seu processamento, suas propriedades antioxidantes e antivirais estão bastante presentes. Este chá não contém glúten e possui alto nível de cafeína.


Chá verde Gyokuro

Este é outro espetacular chá de origem japonesa. A bebida extraída de suas folhas têm cor verde amarelada, cristalina, com sabor refrescante e levemente adocicada.

A excelente qualidade deste chá, superior à grande maioria, é surpreendente!

Os arbustos de onde se extraem suas folhas são cultivados à sombra ao menos duas semanas antes da sua colheita, realizada nas proximidades do rio Hiki, no distrito japonês de Wakayama.

Este tipo de cultivo proporciona um aumento da concentração do aminoácido L-Teanina, oferecendo um sabor delicado e adocicado. Este aminoácido é conhecido por trazer uma sensação de calma e estabilidade. 

Do mesmo modo, sua aparência também é única e singular, parecida com finas agulhas verdes. 

O chá verde Gyokuro é recomendado aos amantes dos deliciosos chás puros especiais.

Uma recomendação: após a última infusão, experimente pingar algumas gotas de molho shoyu nas folhas umedecidas para então comê-las.

Chá verde Pérolas de Jasmim

Em se tratando de chá gourmet premium, o de Pérolas de Jasmim é um dos campeões, com absoluta certeza.

Uma verdadeira preciosidade, este chá verde é feito com folhas tenras enroladas à mão, junto com as flores de jasmim.

A sua forma se parece com pérolas e combina duas folhas e uma pétala. Quando a água quente é adicionada, as pérolas se abrem, revelando seu sabor, sublime e suave.

Vale ressaltar que o processo de preparação deste chá verde pérolas de jasmim, de origem chinesa, segue padrões específicos. 

Eles são preparados misturando-se delicadas flores de jasmim com as folhas de chá no início da noite.

Durante a noite, as flores se abrem e seu perfume doce se mistura ao chá. Nas manhãs, as flores são retiradas e novas flores são colocadas à noite.

Esse processo é repetido diversas vezes, dependendo do chá, chegando a até 12 vezes.

Seus ingredientes são as folhas de Camellia Sinensis e flores de jasmim. Este chá não contém glúten e possui um nível médio de cafeína. 

A água deve estar a 80°C , deixando entre 2 e 3 minutos. Podem ser feitas até duas infusões. Uma colher de chá (de 3 a 4 gramas) para 200ml de água.  


Como ocorre a produção dos chás mais populares? 

O chá preto é uma das bebidas mais consumidas no mundo. Ele é feito a partir da infusão de folhas processadas de Camellia sinensis, cultivada em cerca de 30 países. 

Diversos estudos apontam que o chá tem efeito protetor contra vários tipos de câncer e doenças cardiovasculares. 

 O chá é considerado como um alimento funcional que, se consumido diariamente, pode trazer inúmeros benefícios à saúde. 

No Brasil, a cultura do chá se concentra no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. 

Os chás produzidos a partir de folhas de Camellia sinensis são classificados em três tipos de categorias, conforme o processo de fabricação: 100% oxidado (preto), oxidado (verde) e o semi-oxidado (Oolong). 

No mundo, são produzidas anualmente cerca de três bilhões de toneladas de chá, sendo 78% do chá preto, 20% do verde, e 2% do Oolong.

No chá verde, estão presentes, além das catequinas, outros compostos orgânicos, tais como cafeína e aminoácidos.

A diferença entre o chá verde e o chá preto depende de quando as enzimas foliares são inativadas durante o processamento. 

 Na fabricação do chá verde, as enzimas são inativadas imediatamente após a colheita das folhas. Na produção do chá preto, as catequinas são oxidadas enzimaticamente.


Vantagens dos chás da Talchá

Algumas das grandes diferenças entre a produção de um chá premium, como os chás da Talchá, e os chás considerados como populares estão não somente na origem das suas folhas.

Ou seja, de onde vem sua colheita, mas também como ela é feita, como é o processamento de sua produção, muitas vezes artesanal, e de que forma devem ser degustados. 

Isso torna os chás da Talchá bebidas muito mais do que especiais!

Vale ressaltar, ainda, que em todos os chás premium da Talchá podem ser feitas até 3 infusões com o mesmo chá.

 Sendo assim, apesar de terem um preço um pouco mais alto que os demais, suas folhas são de tão alta qualidade e excelência que o sabor e suas demais características se mantêm.

Join the Conversation

  1. Só especiaria!

Deixe uma resposta

Close
Talchá © Copyright 2020. Todos os direitos reservados
Close
%d blogueiros gostam disto: